Governo Bolsonaro estuda rever Mercosul se Macri for derrotado de fato


Foto: José Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro encomendou a seus assessores uma avaliação completa sobre a derrota do presidente Mauricio Macri, seu aliado, nas eleições primárias realizadas, no domingo (11), na Argentina. As informações são do jornal O Globo. O tema será debatido na reunião ministerial desta terça-feira e deve ajudar a definir o posicionamento do governo brasileiro.

Auxiliares do presidente ligados ao grupo ideológico já defendem, inclusive, rever a participação do Brasil no Mercosul diante de uma eventual vitória de Alberto Fernández, que tem a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner como vice. Por sua vez, a ala mais conservadora do Planalto entende que é preciso aguardar os desdobramentos da eleição no país vizinho e evitar posicionamentos precipitados.

Assessores do Planalto lembram que Bolsonaro sempre se posicionou contra o bloco, mas reviu a opinião ao se aproximar de Macri. Em caso de vitória da chapa do kirchnerismo, eles defendem que o novo presidente demonstre “disponibilidade de fazer concessões” para a permanência do Brasil.

Um assessor do Planalto relatou que Bolsonaro tem afirmado que o Brasil deu “voto de confiança ao Mercosul devido à boa vontade demonstrada por Macri e outros presidentes”, mas pode voltar atrás e se afastar do bloco. Do Metro1