Flávio Bolsonaro diz que acusação sobre vazamento da PF é ‘invenção’


Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, classificou a acusação do empresário Paulo Marinho, pré-candidato à Prefeitura do Rio pelo PSDB, de que teria recebido vazamento da Polícia Federal (PF) sobre investigações envolvendo seu ex-assessor Fabrício Queiroz, de “invenção”. O senador completou afirmando que o empresário tem interesse em prejudicá-lo, já que é suplente de Flávio no Senado Federal.

O empresário disse, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que o senador relatou em uma reunião em dezembro de 2018 que teve conhecimento de forma antecipada sobre a realização da Operação Furna da Onça, que alcançou Queiroz. Segundo Marinho, ao ser procurado por Flávio, ele foi comunicdo de que a informação sobre a operação foi passada por ele ainda antes do escândalo tomar proporção, entre o primeiro e o segundo turno das eleições de 2018 por um delegado da Polícia Federal, simpatizante da candidatura de Bolsonaro.

Em suas redes sociais, Flávio Bolsonaro disse hoje (17) que “o desespero de Paulo Marinho causa um pouco de pena” e que o empresário “preferiu virar as costas a quem lhe estendeu a mão”, ao trocar a “família Bolsonaro por Doria e Witzel”, e “parece ter sido tomado pela ambição”. Do Metro1