Em áudio que circula nas redes sociais prefeita de Lajedo do Tabocal diz que mandou delegado prender quem tiver na rua


Prefeita de Lagedo do Tabocal Mariane Fagundes (Foto: Reprodução)

Um áudio da prefeita de Lajedo do Tabocal Mariane Fagundes (PSD) que circulou nas redes sociais nesta quarta-feira (25), principalmente nos grupos de WhatsApp criou uma polêmica muito grande e revolta por parte da maioria dos moradores de Lajedo do Tabocal.

No áudio a prefeita diz a uma pessoa por nome Marcia, provavelmente sua irmã, o seguinte: “Aqui Márcia não tem nenhum caso ainda não, só tem sete isolamentos. Eu já estou isolando entrada e saída de Lajedo, botando barreira, tonel, não vai entrar ninguém, só vai entrar comida, e gente que tiver na rua estou mandando prender. O delegado já mandei pegar e prender, quero logo prender, que Dr. Lucio falou prende um que os outros não saí na rua, é tomar medidas drásticas, é já foi tomando medidas drásticas. Já liguei pra rádio aqui, lá de Lajedo, pintei o sete com, com, com o vereador Pedrão. Mandei ele sair da rádio e procurar o que fazer do que tá falando em relação a política, invés de está procurando ajudar o município em relação ao coronavírus. Mandei ele sair da rádio, entregar a rádio à Thaísa secretária de saúde. Botei Dilson no seu lugar agora”.

Dilson citado no áudio e o vice-prefeito do município e apresentador do programa jornalístico.

Entramos em contato com o delegado de Polícia Civil de Lajedo do Tabocal Dr. Arão Borges, inclusive enviado o áudio da prefeita para que ele se pronunciasse. Em resposta o delegado disse que a prefeita nem mandou ele prender ninguém e nem tem autoridade pra isso. E afirma quê nem a Polícia Civil e nem a Polícia Militar vai prender ninguém, onde relata que às duas policias acatam ordens da justiça. Completando o Dr. Arão diz que nem mesmo o governador, a maior autoridade do estado tem o poder de mandar prender alguém, que só o judiciário.

Diante da pandemia do coronavírus (Covid-19) no mundo cabe aos governos Federal, estadual e municipal tomarem decisões para o combate à doença, evitando sua disseminação. Mais eles precisam saber até que ponto as medidas podem serem tomadas para não violar a Constituição Federal.

O que se pode notar neste áudio, diante da forma como a prefeita de Lajedo do Tabocal se pronuncia, de “abuso de autoridade”. Segundo informações a prefeita Mariane estava em Jequié, cidade onde mora, quando fez esse áudio e enviou para outra pessoa. Como o áudio vazou e viralizou nas redes sociais ainda não se sabe.

Ouça o áudio