Três pessoas detidas ao tentarem introduzir drogas no presídio de Jequié


Foto: Reprodução

Foi durante a visita no final de semana que os policiais penitenciários descobriram a fralde e chamaram a Polícia Militar para dar apoio. Um homem e duas mulheres foram detidos por tráfico de drogas e associação ao crime. os mesmos iriam visitar parentes e na abordagem foram encontrados: uma quantidade aproximada de 100g de maconha, celulares e uma quantia de vinte e oito reais e sessenta centavos em espécie. Ambos materiais e envolvidos foram entregues na delegacia de Polícia Civil, em Jequié.

PRF deteve homem que transportava drogas de São Paulo para Cabrobó em Jequié


Foto: Reprodução

A Polícia Rodoviária Federal, em Jequié, deteve um homem que transportava 2 kg de cocaína no bagageiro de um ônibus que fazia a linha de São Paulo para Recife. A abordagem ocorreu na noite de domingo durante fiscalização de rotina da PRF, durante a fiscalização o passageiro foi identificado e confessou que estava levando a droga de São Paulo para ser entregue na cidade de Cabrobó, no sertão de Pernambuco. O homem disse ainda que receberia R$ 1500.00 em dinheiro para fazer o translado, esse tipo de serviço no mundo do crime é conhecido como “mula”. O meliante foi encaminhado juntamente com a droga para a Delegacia de Polícia Civil, em Jequié.

Dois homens são presos com mais de 4kg de drogas após carro em que estavam capotar na BR-030


Polícia encontrou Maconha e cocaína no carro (Foto: Polícia Militar)

Dois homens foram presos e mais de quatro quilos de droga apreendidos após o carro em que os suspeitos estavam capotar, na manhã deste sábado, em Palmas de Monte Alto, no sudoeste da Bahia.

De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta das 6h, os policiais receberam a informação de um acidente na BR-030. Ao chegarem ao local, os policiais localizaram o veículo que havia capotado e iniciaram uma averiguação no interior do automóvel. No carro, foram encontrados 3,788 kg de maconha e 522g de cocaína.

Os dois suspeitos, de 30 e 19 anos, moradores de Carinhanha, foram socorridos por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com ferimentos leves e levados para o Hospital de Palmas de Monte Alto.

Na unidade de saúde, eles ficaram sob a custódia da Polícia Militar, para serem apresentados na delegacia por tráfico de drogas. As drogas apreendidas foram apresentadas na sede da Coordenadoria de Polícia do Interior em Guanambi. Do G1

Jornalistas são presos na Bahia durante apuração sobre morte de miliciano


Miliciano Adriano Nóbrega morre em confronto com policiais na Bahia. Considerado um dos chefes de um grupo que atuava em Rio das Pedras, no Rio, ele era alvo de um mandado de prisão expedido em janeiro de 2019. Suspeito estava escondido na cidade de Esplanada
(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Repórteres da revista Veja tentavam falar com testemunha do caso quando foram abordados pela polícia e levados à delegacia

Dois jornalistas da revista Veja foram detidos pela polícia da Bahia nesta sexta-feira (14/2), enquanto apuravam a morte do miliciano Adriano da Nóbrega. De acordo com a revista, o repórter Hugo Marques e fotojornalista Cristiano Mariz foram abordados pela Polícia Militar enquanto tentavam localizar o fazendeiro Leandro Abreu Guimarães, apontado como testemunha fundamental para esclarecer o caso.

Mesmo mostrando as credenciais de imprensa e informando que estavam realizando investigações sobre o caso, como permite a lei 83.284/79, os profissionais foram obrigados a entrar na viatura. Dias antes de ser morto em uma operação policial, Adriano contou ao advogado que temia ser alvo de uma queima de arquivo, e por isso não se entregava as autoridades. Fotos publicadas pela Veja apontam que o corpo de Adriano contém lesões de faca e marcas de disparos de arma de fogo possivelmente realizadas a queima-roupa, o que indica execução.

O miliciano tem ligações com o senador Flávio Bolsonaro, e chegou a ser homenageado pelo parlamentar em 2003, quando ele integrava a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O próprio parlamentar pediu que o corpo não fosse cremado, a fim de evitar suposições sobre a morte.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia afirma que Adriano reagiu a uma operação da polícia, disparando contra as guarnições, e por conta disso, foi morto. O repórter Hugo Marques afirmou que durante a abordagem policial o gravador que estava com ele, com entrevistas realizadas na última semana, foi subtraído por um policial. Em seguida foram levados para a delegacia e interrogados por cerca de 20 minutos.

Após serem ouvidos pela Polícia Civil, os comunicadores foram liberados e o gravador foi devolvido.

 A Secretaria da Segurança Pública esclarece que moradores de uma localidade em Pojuca, Litoral Norte da Bahia, ligaram para polícia informando que homens, dentro de um carro, Gol, placa de Belo Horizonte, estavam rondando a região. A PM foi acionada, abordou o grupo e fez a condução até a Delegacia Territorial. Após se identificarem como jornalistas, foram liberados. Nenhum equipamento foi danificado, alterado ou ficou apreendido. Do Correio Braziliense

ADAB e PRF apreenderam 190 kg de carne clandestina com motorista que fingiu estar dormindo em Jequié


Foto: Reprodução

Uma operação conjunta entre ADAB e PRF apreendeu 190 kg de carne bovina que estava sendo transportada em um automóvel de maneira irregular, enrolada em folhas de jornais com o selo de inspeção com indícios de adulteração. A operação ocorreu por volta das 23h desta quinta-feira (14), no Posto da ADAB, em Jequié. O motorista alegou que transportava a carne de São José do Jacuipe para a cidade de Vitoria da Conquista, aonde seria comercializada. No momento da abordagem estava tendo uma fiscalização da PRF, o motorista ao perceber a barreira deu a volta e parou em um posto fingindo estar dormindo, os policiais se aproximaram, fizeram a abordagem e detectaram a irregularidade. O motorista foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil e a carne será encaminhada para destruída no Frigorífico Vale do Sol.Do BJM

Miliciano atravessou mangue e lagoa ao fugir da polícia na Costa do Sauípe


Foto: Reprodução/TV Globo

O ex-capitão do Bope do Rio Adriano Magalhães da Nóbrega escapou de uma ação policial ao atravessar uma área de mangue e nadar em uma lagoa que fica próxima a um condomínio de luxo na Costa do Sauípe, localizado no município de Mata de São João, litoral norte da Bahia. A polícia tentou localizá-lo no imóvel no último dia 31, mas só encontrou no local sua mulher e duas filhas.

Ele estava em Sauípe antes de fugir para Esplanada (BA), onde foi localizado e morto por policiais no domingo (9), em circunstâncias que serão investigadas.

​De acordo com reportagem do Jornal Nacional de ontem (11), a rota de fuga foi descoberta por policiais da Bahia e do Rio de Janeiro, durante as investigações para tentar prender o miliciano.

Adriano era suspeito de comandar um grupo que cometeu dezenas de homicídios, o “Escritório do Crime”. De acordo com as investigações, em dezembro do ano passado, ele alugou uma casa no condomínio e se exercitava diariamente na academia do local.

Ao perceber que a polícia cercava a região, Adriano fugiu pelos fundos da casa até um mangue. Depois de cruzar o mangue, ele mergulhou na lagoa e nadou até a restinga, chegando depois à praia. O miliciano percorreu um quilômetro em 50 minutos.

Ao chegar na praia, Adriano correu por mais 50 minutos até a cidade mais próxima onde alugou o primeiro carro para seguir para a fazenda de Leandro Guimarães, pecuarista da região de Esplanada. Preocupado em ser seguido, ele alugou ao todo quatro veículos, no período de três horas, até Esplanada, onde ficou hospedado na fazenda de Leandro. O miliciano fugiu depois para outro sítio que pertence ao vereador de Esplanada Gilsinho de Dedé (PSL), onde acabou localizado e morto.

A Polícia do Rio investiga a relação entre Leandro e Adriano e a participação dele na fuga do ex-capitão da PM. Do Metro1

Advogado diz que miliciano ligado a Flávio Bolsonaro tinha certeza de que seria morto


Foto: Reprodução

Morto em uma ação policial em Esplanada, no agreste baiano, Adriano Magalhães da Nóbrega, disse ao advogado dele que tinha “certeza” que tramavam a morte dele. Segundo o Estadão, o homem apontado como chefe do “Escritório do Crime”, milícia com atuação no Rio de Janeiro, ligou para o advogado Paulo Emilio Catta Preta. Adriano relatou que tinha certeza que queriam mata-lo para “queimar o arquivo”.

A ligação teria ocorrido na última quarta-feira (5). A viúva do também ex-capitão da PM carioca fez o mesmo relato. Adriano da Nóbrega é suspeito de envolvimento na morte da vereador Marielle Franco. Ele também estaria incluso em um esquema de “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, que chegou a homenagear Adriano na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Do BN

Acusado de envolvimento em morte de Marielle morre em ação policial em Esplanada, na Bahia


Foto: Divulgação/Polícia Civil

Apontado como chefe do Escritório do Crime e com suspeita no envolvimento da morte da vereadora Marielle Franco, Adriano da Nóbrega morreu em uma operação policial na manhã deste domingo (9) em Esplanada, no agreste baiano. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), o ex-policial carioca estava escondido na cidade e passou a ser monitorado por equipes Superintendência de Inteligência (SI).

A SSP-BA havia sido informada que o acusado teria buscado esconderijo na Bahia. Adriano da Nóbrega foi localizado em um imóvel, na zona rural da cidade. Ainda segundo a SSP-BA, ele teria resistido à prisão, atirando contra os policiais. Ferido, o acusado chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Com o foragido foi encontrada uma pistola austríaca calibre 9mm.

“Procuramos sempre apoiar as polícias dos outros estados e, desta vez, priorizamos o caso por ser de relevância nacional. Buscamos efetuar a prisão, mas o procurado preferiu reagir atirando”, disse o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa. Do BN

Ônibus do transporte público é incendiado em Vitória da Conquista


Foto: Reprodução/Blog do Anderson

Um ônibus do sistema de transporte público de Vitória da Conquista foi incendiado, na noite dessa terça-feira (21), na cidade. O veículo ficou destruído, mas ninguém se feriu durante a ocorrência.

Segundo informações do G1 BA, testemunhas relataram que cerca de 15 homens encapuzados invadiram o veículo, exigiram que os passageiros descessem e depois colocaram fogo nele. Em depoimento, eles disseram que o incêndio pode ter ocorrido como forma do grupo retaliar o estado pela morte de uma traficante local.

Ainda na noite de ontem, dois suspeitos de envolvimento no crime foram detidos. De acordo com o Blog do Anderson, uma operação Especial da 77ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Leste) conseguiu capturá-los e levá-los para o Plantão Central da Polícia Civil no Distrito Integrado de Segurança Pública.

PRF apreende semijoias escondidas em veículo de passeio na BR 116 em Jequié


Foto: Divulgação

Em uma fiscalização de combate a criminalidade, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu, na unidade operacional da BR 116, em Jequié (BA), no início da noite desta quinta-feira (09), uma grande quantidade de semijoias e deteve um homem de 53 anos, vendedor, residente em Belo Horizonte (MG). Inicialmente, foi dada ordem de parada ao veículo TOYOTA/ Corolla XEI e durante a fiscalização, o ocupante do carro apresentou nervosismo e, após uma revista minuciosa, foram encontrados 197 kits de semijoias, que estavam escondidos em um compartimento oculto do banco traseiro.

Quando perguntado sobre a origem da mercadoria, o condutor informou que não tinha comprovação fiscal e que estava trazendo as semijoias da cidade de Belo Horizonte (MG), para serem vendidas na capital alagoana. Disse também que escondeu os produtos por receio de ser roubado. Diante do flagrante crime fiscal, o homem foi detido e a mercadoria recolhida (brincos, correntes, pulseiras, anéis, pingentes, relógio) foram apresentados na Delegacia de Polícia Judiciária local.

Deixe um comentá