Boticário doa 44 mil litros de álcool líquido à Sesab


Foto: Reprodução

A batalha contra o novo coronavírus na Bahia ganhou o reforço de 44 mil litros de álcool líquido. Envasada em pouco mais de 179 mil frascos, de 250 mililitros cada, a carga foi doada pelo O Boticário à Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e entregue na manhã deste sábado (30), no Galpão de Doações Covid-19, situado às margens da BR-324.

De acordo com a diretora-geral da Sesab, Roberta Santana, a doação da empresa de perfumaria vai possibilitar que recursos que seriam destinados à compra de álcool possam ser direcionados para aquisição de equipamentos de proteção individual, por exemplo. “Já estávamos chegando ao ponto de ressuprimento e esse álcool doado pelo Boticário será distribuído para as unidades de saúde; para a Central de Regulação, que utiliza o insumo na desinfecção das ambulâncias que transportam pacientes entre as unidades de saúde; para as secretarias de saúde; e para as unidades de vigilância sanitária da Sesab nos municípios”, listou.

Além de álcool líquido e também em gel, o governo estadual já recebeu uma série de doações de itens como colchões, máscaras, roupa de cama e alimentos, cedidos por empresas como Dow, Ortobom, Pepsico e Magazine Luiza, e por artistas, a exemplo da cantora Ivete Sangalo.

Bahia tem 18.898 casos confirmados de Covid-19, 6.701 recuperados e 701 óbitos


Foto: Reprodução

A Bahia registra 18.898 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 16,07% do total de notificações no estado. Os 34 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico desta segunda (1º) referem-se a um período de 28 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Considerando o número de 18.898 casos confirmados, 6.701 recuperados e 701 óbitos, 11.496 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 2.764 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 302 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,32%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (5.653,30), Ipiaú (4.294,47), Itabuna (4.192,79), Salvador (3.979,67) e Itajuípe (3.855,35).

O boletim epidemiológico registra 41.442 casos descartados e 117.625 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda (1º).

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.803 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.017 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 56%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 791 leitos exclusivos para o coronavírus, 534 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 68%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 55.547 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 1º de junho de 2020. Estão em análise 1.416 exames.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 701 mortes pelo novo coronavírus.

668º óbito – mulher, 88 anos, residente em Salvador, portadora de doença respiratória crônica. Internada dia 21/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Feira de Santana;

669º óbito -homem, 45 anos, residente em Eunápolis, portador de hipertensão arterial. Internado dia 11/05, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede pública, em Eunápolis;

670º óbito – homem, 84 anos, residente em Uruçuca, portador de diabetes mellitus, hipertensão arterial e doença renal crônica. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública, em Ilhéus;

671º óbito – mulher, 76 anos, residente em Cairu, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, veio a óbito dia 07/05, em hospital filantrópico de Valença;

672º óbito – mulher, 65 anos, residente em Mulungu do Morro, portadora de diabetes mellitus, doença cardiovascular, hipertensão arterial e doença respiratória crônica. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede pública, em Mulungu do Morro;

673º óbto – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Internada dia 04/05, foi a óbito dia 24/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

674º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de obesidade e hipertensão arterial. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 30/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

675º óbito – homem, 71 anos, residente em Simões Filho, portador de doença cardiovascular e obesidade. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 24/05, em hospital da rede pública, em Simões Filho;

676º óbito – mulher, 71 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, imunodeficiência e neoplasia. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital militar, em Salvador;

677º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 19/05, veio a óbito dia 28/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

678º óbito – mulher, 85 anos, residente em Pau Brasil, sem comorbidades. Internada dia 21/05, veio a óbito no mesmo dia (21/05), em hospital da rede pública, em Ilhéus;

679º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus, hipertensão arterial e doença cardiovascular sistêmica. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

680º óbito – homem, 78 anos, residente em São José da Vitória, portador de hipertensão arterial. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 27/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

681º óbito – mulher, 91 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 18/05, veio a óbito dia 22/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

682º óbito – homem, 98 anos, residente em Itabuna, sem informação acerca de comorbidades. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

683º óbito – homem, 44 anos, residente em Santa Cruz da Vitória, sem comorbidades. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede pública, em Ilhéus;

684º óbito – homem, 88 anos, residente em Itabuna, portador de neoplasia. Internado dia 15/05, veio a óbito dia 20/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

685º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 26/05, veio a óbito no mesmo dia (26/05), em hospital da rede pública, em Salvador;

686º óbito – homem, 90 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, doença do sistema nervoso e doença respiratória crônica. Internado dia 17/05, veio a óbito dia 21/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

687º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 19/05, em domicílio, em Salvador;

688º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

689º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença cardiovascular e obesidade, foi internado dia 18/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

690º óbito – homem, 55 anos, residente em Valença, portador de diabetes, data de internação não informada, veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

691º óbito – mulher, 68 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, doença cardiovascular doença renal crônica e hipertensão, foi internada no dia 15/05 e veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

692º óbito – mulher, 52 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 03/05 e veio a óbito dia 04/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

693º óbito – mulher, 85 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

694º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de doença do sistema nervoso, hipertensão arterial e doença renal crônica, data de internação não informada, veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede privada;

695º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença renal crônica, foi internada dia 24/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

696º óbito – mulher, 76 anos, residente em Salvador, portadora de demências, incluindo Alzheimer, diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 21/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

697º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

698º óbito – mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular e obesidade, foi internada dia 16/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

699º óbito – mulher, 81 anos, residente em Aporá, portadora de doença cardiovascular, doença respiratória crônica, neoplasias e obesidade, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

700º óbito – homem, 82 anos, residente em Ipiaú, sem comorbidades, foi internado dia 08/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

701º óbito – mulher, 94 anos, residente em Salvador, portadora de doenças autoimunes, foi internada dia 03/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

Número de casos do novo coronavírus no Brasil ultrapassa 510 mil


Foto: Reuters/Lindsey Wasson

O Brasil chegou a 514.849 casos do novo coronavírus, mais de meio milhão de pessoas infectadas com a doença, com a inclusão nas estatísticas de 16.409 novos casos. Com 480 mortes registradas nas últimas 24 horas, o número de óbitos pela covid-19 chega a 29.314. Os números foram atualizados, no início da noite deste domingo (31), pelo Ministério da Saúde.

Do total de casos confirmados, 278.980 (54,2%) estão em acompanhamento e 206.555 (40,1%) pacientes se recuperaram. Há ainda 4.208 óbitos em investigação.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de mortes: 7.615. O estado é seguido, em número de óbitos, pelo Rio de Janeiro (5.344), Ceará (3.010), Pará (2.923) e Pernambuco (2.807).

Na sequência, aparecem Amazonas (2.052), Maranhão (955), Bahia (667), Espírito Santo (604), Alagoas (443), Paraíba (360), Rio Grande do Norte (305), Minas Gerais (271), Rio Grande do Sul (224), Amapá (222), Paraná (182), Distrito Federal (170), Piauí (161), Sergipe (158), Rondônia (156), Santa Catarina (136), Acre (148), Goiás (124), Roraima (116), Tocantins (73), Mato Grosso (61) e Mato Grosso do Sul (20).

Já em número de casos confirmados, aparecem nas primeiras posições do ranking São Paulo (109.698), Rio de Janeiro (53.388), Ceará (48.489), Amazonas (41.378) e Pará (37.961). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Maranhão (34.639), Pernambuco (34.450), Bahia (18.392), Espírito Santo (13.690) e Paraíba (13.162).

Na comparação internacional, o Brasil figura em segundo lugar no número de pessoas infectadas (514 mil), atrás dos Estados Unidos (EUA), com mais de 1,7 milhão de casos, de acordo com balanço divulgado pela Universidade Johns Hopkins, que reúne os números oficiais dos países. Em número de óbitos, o Brasil ocupa a quarta colocação, atrás de Estados Unidos (104.319), Reino Unido (38.571) e Itália (33.415). Da Agência Brasil

Bahia tem 18.392 casos confirmados de Covid-19 e 667 óbitos


Foto: Reprodução

A Bahia registra 18.392 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 15,86% do total de notificações no estado. Os 29 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico deste domingo (31) referem-se a um período de 24 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Considerando o número de 18.392 casos confirmados, 6.053 recuperados e 667 óbitos, 11.672 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 2.683 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 304 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,35%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (5.653,30), Ipiaú (4.294,47), Itabuna (4.281,90), Salvador (3.859,91) e Itajuípe (3.660,14) .

O boletim epidemiológico registra 41.045 casos descartados e 115.981 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h30 deste domingo (31).

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.731 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.002 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 58%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 771 leitos exclusivos para o coronavírus, 520 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 67%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 54.510 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 31 de maio de 2020. Estão em análise 2.646 exames.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 667 mortes pelo novo coronavírus.

639º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de doença renal crônica, diabetes mellitus e hipertensão arterial. Internado dia 24/05, veio a óbito dia 28/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

640º óbito – homem, 65 anos, residente em Dias D´Ávila, portador de doença cardiovascular e doença renal crônica. Internado dia 07/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

641º óbito – homem, 42 anos, residente em Iaçu, sem comorbidades. Internado dia 25/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública de Iaçu;

642º óbito – homem, 52 anos, residente em Ibitiara, portador de doença cardiovascular e doença hepática. Internado dia 24/05, veio a óbito dia 25/05, em hospital da rede pública, em Seabra;

643º óbito – homem, 50 anos, residente em Campo Alegre de Lourdes, sem comorbidades. Internado dia 07/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública, em Juazeiro;

644º óbito – homem, 87 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular. Internado dia 28/05, veio a óbito dia 30/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

645º óbito – homem, 61 anos, residente em Simões Filho, portador de diabetes mellitus e doença do sistema nervoso. Internado dia 21/05, veio a óbito dia 27/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

646º óbito – homem, 89 anos, residente em Valença, portador de doença do sistema nervoso. Internado dia 14/05, veio a óbito dia 16/05, em hospital filantrópico, em Valença;

647º óbito – mulher, 43 anos, residente em Salvador, portadora de doença renal crônica, obesidade e hipertensão arterial. Internada dia 16/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

648º óbito – mulher, 81 anos, residente em Itabuna, portadora de imunodeficiência. Internada dia 14/05, veio a óbito dia 20/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

649º óbito – homem 85 anos, residente em Pau Brasil, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus, doença cardiovascular e doença renal crônica. Internado dia 28/04, veio a óbito dia 21/05, em hospital da rede filantrópica, em Itabuna;

650º óbito – homem, 65 anos, residente em Buerarema, portador de neoplasia. Internado dia 27/04, veio a óbito dia 24/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

651º óbito – homem, 81 anos, residente em Filadélfia, portador de doença respiratória crônica. Sem data de internação, veio a óbito dia 28/05, em hospital da rede pública, em Filadélfia;

652º óbito – homem, 70 anos, residente em Itabuna, portador de doença cardiovascular. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 19/05, em hospital da rede pública, em Itabuna;

653º óbito – homem, 70 anos, residente em Itabuna, portador de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Veio a óbito dia 07/05, em seu domicílio;

654º óbito – homem, 50 anos, residente em Itabuna, sem informação acerca de comorbidades. Veio a óbito dia 24/05, em seu domicílio;

655º óbito – homem, 75 anos, residente em Buerarema, sem comorbidades. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 25/05, em hospital da rede pública, em Itabuna;

656º óbito – mulher, 85 anos, residente em Itabuna, portadora de hipertensão arterial. Veio a óbito dia 21/05, em seu domicílio;

657º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus. Veio a óbito dia 21/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

658º óbito – homem, 72 anos, residente em Itabuna, sem comorbidades. Sem data de internação informada, veio a óbito dia 25/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

659º óbito – mulher, 91 anos, residente em Feira de Santana, portadora de diabetes mellitus e doença renal crônica. Sem data de admissão informada, veio a óbito dia 24/05, em hospital da rede particular, em Feira de Santana;

660º óbito – mulher, 64 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus, doença cardiovascular e doença renal crônica. Internada dia 13/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

661º óbito – homem, 44 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 15/05, veio a óbito dia 19/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

662º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Sem data de internação informada, veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede pública de saúde, em Salvador;

663º óbito – homem, 55 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e hipertensão arterial, foi internado dia 16/05 e veio a óbito dia 28/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

664º óbito – mulher, 43 anos, residente em Madre de Deus, portadora de diabetes e doença cardiovascular crônica, data de internação não informada, veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

665º óbito – mulher, 56 anos, residente em Salvador, portadora de doenças autoimunes, foi internada dia 09/05 e veio a óbito dia 27/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

666º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 21/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

667º óbito – homem, 88 anos, residente em Eunápolis, portador de diabetes e hipertensão arterial, foi internado dia 22/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, Eunápolis.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

Auxílio emergencial: quem receber os R$ 600 pode ter que devolver em 2021


Foto: Reprodução

Alteração na lei diz que beneficiário terá que devolver o valor no ano que vem caso termine 2020 com renda acima do limite de isenção do IR. A lei do auxílio emergencial sofreu uma nova alteração, que torna o benefício um “empréstimo” para quem se recuperar financeiramente até 2021. A mudança feita pelo Senado e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro determina que quem quem receber em 2020 mais que o limite de isenção do Imposto de Renda (IR) terá que devolver o valor integral em 2021, inclusive o dos dependentes.

Atualmente, quem recebe menos de R$ 28.559,70 no ano inteiro, incluindo, por exemplo, salários, aposentadorias e aluguéis não paga o Imposto de Renda, e também não precisará devolver o valor referente ao ‘coronavoucher’.

A lei do auxílio emergencial, inicialmente, excluía pessoas que tivessem recebido valor maior do que R$ 28.559,70 em 2018, deixando de fora pessoas que tinham certa renda há dois anos, mas que hoje necessitavam de auxílio governamental diante da crise

Após a primeira parcela, a Câmara e o Senado aprovaram um projeto que derrubou esse critério. Por outro lado, foi adicionado ao texto a obrigação de devolver o auxílio caso o beneficiário termine o ano de 2020 com renda acima do limite de isenção do Imposto de Renda .
De acordo com o relator do texto final, o senador Espiridião Amin (PP-SC), existia um acordo com o governo federal para que as duas alterações fossem aprovadas; juntas, elas formariam, segundo ele, um critério mais justo para analisar quem teria direito às parcelas.

No entanto, o senador diz que o governo não cumpriu com o combinado e aprovou apenas metade do acordo. Dessa forma, Bolsonaro manteve o critério que exclui pessoas por causa da renda de 2018, mas sancionou medida que exige devolução do valor recebido por quem se recuperar ao longo de 2020, criando mais um empecilho para o trabalhador que vê os R$ 600 como saída para a crise causada pela pandemia. Do IG

Brasil atinge 28.834 mortes por Covid-19 e passa a França no número de vítimas


Foto: AFP/Karen Minasyan

O Brasil ultrapassou a França no número de mortos por Covid-19 neste sábado (30). O balanço mais recente do Ministério da Saúde mostrou que o país totaliza 28.834 óbitos por coronavírus. Já a França registra até o momento 28.774 mortes.

Com isso, o Brasil se tornou o quarto país com o maior número de mortes, atrás somente dos Estados Unidos (103.685), Reino Unido (38.458) e Itália (33.340), segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins às 20h deste sábado.

Os principais dados do Brasil são:

  • 28.834 mortes, eram 27.878 na sexta-feira
  • Foram 956 registros de morte incluídos em 24 horas
  • 498.440 casos confirmados, eram 465.166 na sexta-feira
  • Foram incluídos 33.274 casos em 24 horas
  • 268.714 pacientes estão em acompanhamento
    Mortes por coronavírus no Brasil (Foto: Aparecido Gonçalves/G1)

    Do G1

Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial a partir de hoje


Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A partir de hoje (30), as mães com menos de 18 anos podem pedir o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras). A novidade está disponível na 16ª versão do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, que está sendo liberada hoje pela Caixa Econômica Federal.

Incluída pelo Congresso durante a tramitação da medida provisória que instituiu o benefício, a extensão do auxílio emergencial para mães menores de idade havia sido sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no último dia 15. O cadastro no auxílio emergencial pode ser pedido até 3 de junho.

A vice-presidente de Tecnologia da Caixa, Tatiana Thomé, explicou como funcionará a novidade em entrevista coletiva hoje à tarde. A mãe menor de idade precisa cadastrar pelo menos dois membros da família (ela própria mais um filho, no mínimo). Caso a adolescente pertença a uma família maior, com algum membro que tenha se cadastrado no auxílio emergencial, precisará fazer o cadastro compatível com o do outro membro da família.

Mães grávidas não poderão fazer o cadastro porque o aplicativo pedirá o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do filho. O processo se dará de forma igual ao dos demais cadastramentos. Ao entrar no aplicativo, a mãe digitará nome completo, número do CPF, nome da mãe e data de nascimento, conforme constam nos cadastros da Receita Federal. O aplicativo oferece a opção “mãe desconhecida”, caso a requerente não conheça a mãe.

Finalizado o cadastro, os dados serão enviados à Dataprev, empresa estatal de tecnologia, que comparará as informações prestadas com as 17 bases de dados disponíveis para ver se o requerente cumpre as condições da lei para receber o auxílio emergencial. A usuária poderá acompanhar, no próprio aplicativo, se o benefício foi aprovado, negado ou se o cadastro foi considerado inconclusivo (quando as informações prestadas não conferem com os bancos de dados do governo). Da Agência Brasil

Bahia tem 17.626 casos confirmados de Covid-19


Foto: Reprodução

A Bahia registra 17.626 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 15,44% do total de notificações no estado. Os 29 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico deste sábado (30) referem-se a um período de 14 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Considerando o número de 17.626 casos confirmados, 5.709 recuperados e 638 óbitos, 11.279 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 2.556 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 297 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (62,09%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (4.922,27), Ipiaú (4.294,27), Itabuna (4.145,89), Salvador (3.733,53) e Itajuípe (3.464,94).

O boletim epidemiológico registra 40.746 casos descartados e 114.157 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h30 deste sábado (30).

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.725 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 996 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 58%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 766 leitos exclusivos para o coronavírus, 524 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 68%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 52.462 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 30 de maio de 2020. Estão em análise 3.707 exames.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 638 mortes pelo novo coronavírus.

610º óbito – homem, 30 anos, residente em Candeias, portador de hipertensão arterial e doença do sistema nervoso, foi internado dia 15/05 e veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública, em Candeias;

611º óbito – homem, 82 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e Doença de Parkinson, data de internamento não informada, foi a óbito dia 24/05, em unidade do SAMU, em Salvador;

612º óbito – homem, 71 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

613º óbito – homem, 57 anos, residente em Dias D’Ávila, portador de diabetes, foi internado dia 26/05 e veio a óbito na mesma data (26), em unidade da rede pública, em Salvador;

614º óbito – homem, 89 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 27/05 e veio a óbito dia 28/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

615º óbito – homem, 79 anos, residente em Candeias, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 14/05 e veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

616º óbito – mulher, 73 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, doença cardiovascular, doença do sistema nervoso e imunodeficiência, data de internamento não informada, veio a óbito dia 27/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

617º óbito – mulher, 56 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 23/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

618º óbito – homem, 66 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença respiratória crônica, foi internado dia 28/04 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

619º óbito – homem, 79 anos, residente em Salvador, portador de neoplasia e hipertensão arterial, data de internação não informada e veio a óbito dia 21/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

620º óbito – mulher, 49 anos, residente em Vera Cruz, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

621º óbito – mulher, 76 anos, residente em Salvador, portadora de obesidade, data de internamento não informada, veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

622º óbito – mulher, 65 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

623º óbito – mulher, 64 anos, residente em Salvador, portadora de neoplasia, data de internamento não informada, veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

624º óbito – homem, 78 anos, residente em Salvador, portador de doença genética e imunodeficiência, foi internado dia 17/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade filantrópica, em Salvador;

625º óbito – homem, 68 anos, residente em Candeias, portador de diabetes e hipertensão arterial, foi internado dia 24/05 e veio a óbito dia 28/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

626º óbito – homem, 93 anos, residente em Candeias, portador de neoplasia, fi internado dia 20/05 e veio a óbito dia 21/05, em unidade da rede pública, em Candeias;

627º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, portadora de obesidade, doença autoimune, hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 28/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

628º óbito – homem, 40 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internado dia 02/05 e veio a óbito dia 27/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

629º óbito – homem, 30 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, foi a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

630º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 14/05 e veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede privada;

631º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e hipertensão arterial, foi internado dia 02/05 e veio a óbito dia 28/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

632º óbito – homem. 82 anos, residente em Saubara, portador de diabetes e hipertensão arterial, foi internado dia 20/05 e veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

633º óbito – mulher, 65 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 13/05 e veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

634º óbito – homem, 76 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença renal crônica, foi internado dia 19/05e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

635º óbito – mulher, 69 anos, residente em Salvador, portadora de doenças endócrinas e nutricionais, diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 16/05 e veio a óbito dia 27/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

636º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de doença renal crônica, foi internado dia 30/04 e veio a óbito dia 21/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

637º óbito – mulher, 64 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internada dia 26/05 e veio óbito dia 27/05, em unidade da rede privada, em Lauro de Freitas;

638º óbito – mulher, 59 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, doença cardiovascular e doença respiratória crônica, foi internada dia 04/05 e veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

Brasil registra mais de mil mortes pelo 4º dia seguido e passa a Espanha


Vista aérea do cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, no dia 28 de maio (Foto: André Penner/AP)

O Brasil registrou mais de 27.878 mortes por coronavírus e ultrapassou a Espanha na comparação do total de vítimas da pandemia nesta sexta-feira (29), de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o país europeu teve até o momento, ao menos 27.121 mortes por Covid-19.

Com a nova cifra, o Brasil passa a ocupar o quinto lugar no mundo entre os países que mais registraram mortes por complicações da doença provocada pelo vírus Sars-Cov-2 e está atrás da França, Itália, Reino Unido e Estados Unidos.

Os principais dados do Brasil são:

  • 27.878 mortes, eram 26.754 na quinta-feira
  • Foram 1.124 registros de morte incluídos em 24 horas, 331 nos últimos 3 dias
  • 465.166 casos confirmados, eram 438.238 na quinta-feira
  • Foram incluídos 26.928 casos em 24 horas
  • 247.812 pacientes estão em acompanhamento (53,3%)

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, há 4.245 mortes em investigação. Do G1

Bahia tem 16.917 casos confirmados de Covid-19, 609 óbitos e 5.502 recuperados


Foto: Reprodução

A Bahia registra 16.917 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 15,40% do total de notificações no estado. Os 39 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico desta sexta-feira (29) referem-se a um período de 36 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Considerando o número de 16.917 casos confirmados, 5.502 recuperados e 609 óbitos, 10.806 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 2.442 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 289 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (62,92%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (4.776,06), Ipiaú (4.207,27), Itabuna (4.019,27), Salvador (3.604,37) e Itajuípe (3.367,33).

O boletim epidemiológico registra 40.313 casos descartados e 109.824 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h30 desta sexta-feira (29).

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.679 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 960 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 57%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 731 leitos exclusivos para o coronavírus, 505 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 69%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 51.192 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 29 de maio de 2020. Estão em análise 3.554 exames.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 609 mortes pelo novo coronavírus.

571º óbito – homem, 59 anos, residente em Feira de Santana, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença cardiovascular. Foi internado dia 21/05, e veio a óbito dia 23/05, em hospital da rede pública, em Feira de Santana;

572º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de doença respiratória crônica. Internado dia 18/04, veio a óbito dia 27/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

573º óbito – mulher, 41 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus. Foi internada dia 13/05 e veio a óbito dia 27/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

574º óbito – homem, 76 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus, e doença respiratória crônica. Internado dia 09/05, veio a óbito em 27/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

575º óbito – mulher, 92 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, sem data de admissão, faleceu dia 27/05, em unidade pública, em Salvador;

576º óbito – homem, 69 anos, residente em Itabuna, portador de doença cardiovascular. Foi internado dia 29/04, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

577º óbito – homem, 66 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 24/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

578º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Foi internado dia 22/05, veio a óbito dia 23/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

579º óbito – homem, 91 anos, residente em Candeias, sem comorbidades. Foi internado dia 14/05 e veio a óbito dia15/05 em hospital da rede pública, em Candeias;

580º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, portadora de neoplasia. Foi internada dia 13/05, veio a óbito dia 15/05, em hospital filantrópico;

581º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus. Foi internado dia 03/05 e veio a óbito dia 03/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

582º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, sem informação acerca de comorbidades. Sem informação sobre a data de internação, veio a óbito dia 17/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

583º óbito – homem, 63 anos, residente em Salvador, portador de epilepsia.  Sem informação da data de admissão, veio a óbito dia 04/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

584º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de neoplasia. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 27/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

585º óbito – mulher, 86 anos, residente em salvador, portadora de diabetes mellitus. Foi internada dia 13/05 e veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

586º óbito – homem, 70 anos, residente em Ipiaú, portador de doença cardiovascular. Foi internado dia 16/05 e veio a óbito dia 27/05, em hospital da rede pública, em Vitória da Conquista;

587º óbito – homem, 82 anos, residente em Jequié, portador de doença respiratória crônica e tabagista, foi internado dia 22/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

588º óbito – mulher, 37 anos, residente em Salvador, tabagista e portadora de etilismo, foi internada dia 22/04 e veio a óbito no mesmo dia, em unidade da rede pública, em Salvador. Em função de resultado laboratorial inconclusivo, o óbito demandou maior tempo de investigação. A data do óbito foi dia 22 de abril com encerramento no dia 01 de maio e apenas agora foi notificado no sistema ministerial.

589º óbito – mulher, 86 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, foi internada dia 13/05 e veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

590º óbito – mulher, 90 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

591º óbito – mulher, 71 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, doença cardiovascular e obesidade, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

592º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

593º óbito – mulher, 75 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 22/05 e veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

594º óbito – mulher, 94 anos, residente em Itaparica, sem comorbidades, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

595º óbito – mulher, 59 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 16/05 e veio a óbito dia 21/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

596º óbito – homem, 84 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

597º óbito – homem, 79 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, veio a óbito dia 20/05, em domicílio, em Salvador;

598º óbito – homem, 91 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença do sistema nervoso e imunodeficiência, foi internado dia 17/04 e veio a óbito dia 08/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

599º óbito – homem, 46 anos, residente em Salvador, sem comorbidade, foi internado dia 23/04 e veio a óbito dia 02/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

600º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

601º óbito – homem, 88 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 15/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

602º óbito – mulher, 85 anos, residente em Salvador, portadora de doença do sistema nervoso, foi internada dia 24/04 e veio a óbito na mesma data, em unidade da rede pública, em Salvador;

603º óbito – homem, 93 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Sem informação sobre a data de admissão, veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

604º óbito – homem, 46 anos, residente em Juazeiro do Norte (Ceará), portador de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Internado dia 11/05, veio a óbito dia 13/05, em hospital da rede pública, em Santa Maria da Vitória.

605º óbito – mulher, 70 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e outras comorbidades. Internada dia 17/05, veio a óbito dia 25/05 em hospital filantrópico, em Salvador;

606º óbito – homem, 88 anos, residente em Itabuna, portador de doença cardiovascular. Foi internado dia 25 e veio a óbito dia 27/05 em hospital da rede pública, em Vitória da Conquista;

607º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença cardiovascular. Sem data de internação, veio a óbito dia 27/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

608º óbito – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internada dia 22/05, veio a óbito dia 28/05 em hospital da rede particular, em Salvador;

609º óbito – mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular. Sem data de internação informada, veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede pública de saúde, em Salvador.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.