Advogados de João de Deus deixam caso; motivo não é informado


Foto: Rodrigo Gonçalves/G1

A equipe de advogados do médium João de Deus, composta por nove profissionais, informou a saída do caso na tarde desta quarta-feira (24). A renúncia foi comunicada pelo advogado Alberto Zacharias Toron e assinada pelos demais defensores.

Segundo o documento, a equipe de defesa continua responsável profissionalmente nas ações pelo período de dez dias, a partir da renúncia desta quarta. Eles, contudo, não divulgaram o motivo pelo qual deixaram o caso, mas disseram acreditar na inocência do médium.

João de Deus é acusado de abusar sexualmente de dezenas de mulheres durante atendimentos espirituais. No entanto, ele sempre negou as acusações. O réu também é processado pela posse ilegal de armas, crime o qual assumiu culpa, mas alegou não saber que era ilegal guardá-las em casa. Do BN